O trabalho do psicólogo nas empresas

Quem entra no curso de psicologia muitas vezes tem somente a ideia da atuação na clínica, porém é importante estar atento também para trabalho do psicólogo nas empresas

Atualmente há no Brasil cerca de 290 mil psicólogos e aproximadamente 68 mil destes estão na área organizacional e do trabalho, tornando-a assim uma das grandes áreas da psicologia. Daí a importância de entender melhor o trabalho do psicólogo nas empresas. É a segunda área da psicologia mais bem remunerada (perdendo apenas para área clínica) com vencimentos variando entre R$1.200,00 à R$1.700,00 sendo o salário inicial, de R$2.000,00 à R$5.000,00 para um analista intermediário e de R$5.000,00 à R$20.000,00 para um profissional sênior. De acordo com a pesquisa salarial da Datafolha, realizada em São Paulo, um supervisor de recursos humanos ganha em média R$6.619,60, e um diretor de RH tem média salarial de R$11.127,20.

O trabalho do psicólogo nas empresas é o segundo que mais paga na área da psicologia - Foto: Divulgação

O trabalho do psicólogo nas empresas é o segundo que mais paga na área da psicologia – Foto: Divulgação

O psicólogo organizacional atua como gerenciador de conflitos ou problemas que ocorrem dentro das organizações. Para solucioná-los, utiliza-se de técnicas como a observação, análise funcional, aplicação de questionários, entre outras formas de análise.

Ponto estratégico
Esta é uma área considerada como ponto estratégico para o crescimento da organização. No Brasil e no mundo, há demandas cada vez mais de profissionais aptos a atuarem na área de psicologia organizacional. Os funcionários são diretamente responsáveis pelos resultados alcançados pelas empresas e, por isso, devem contar com tratamento diferenciado. Para implantar ações que contribuam com a valorização do profissional, a presença do psicólogo organizacional é fundamental.

No Brasil, a definição do psicólogo como profissional de recursos humanos na organização demostra a grande necessidade de existir trabalho multidisciplinar e integração com os demais profissionais. Essa realidade amplia o espaço ocupado, a aproximação das instâncias decisórias nas organizações, o surgimento de novos instrumentos e tecnologias para a atuação do profissional.

Necessidade
A Psicologia Organizacional acompanhou o desenvolvimento e a cobrança mundial, tendo seu aparecimento diretamente associado com a revolução industrial. Com o avanço das tecnologias, o aumento das exigências para atender o mercado e as cobranças na relação homem/trabalho há uma necessidade da presença deste profissional no âmbito empresarial.

Conheça mais sobre a psicologia organizacional clicando aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *